03 fev 2015

Dicas com a nutricionista Ingrid Prior

Olá, pessoal!

Tudo bem?

Para essa semana, caprichei na matéria pra vocês! Vamos falar sobre alimentação durante a gravidez, dicas de cardápio e de alimentos apropriados para essa fase. E nada melhor do que conversar com uma nutricionista, ainda mais grávida!!! Uau, isso mesmo!

A Ingrid Seiler Prior é nutricionista, especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Gama Filho e em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Federal de São Paulo. Ela é cliente da Cantinho Favorito, tem 28 anos e está gravidíssima de 37 semanas de um menino chamado Felipe!

Ingrid

“A gestação foi planejada. O início foi bem conturbado, pois enjoei absurdamente, só aliviando no início do quarto mês de gestação, e com isso acabei perdendo peso. O segundo trimestre foi o que me senti melhor, tirando a dor nas costas que felizmente consegui erradicar com as sessões de fisioterapia que estou fazendo. Agora no final da gestação já me sinto cansada, sinto incômodo nos pés e pernas caso fique muito tempo em pé ou ande por muito tempo. Mas apesar de tudo continuei a prática de atividade física até o final do oitavo mês, já que sempre fui fisicamente ativa e traz tantos benefícios à gestação, quando com consentimento médico, é claro” conta.

Com relação à alimentação, a Ingrid diz que não mudou muita coisa durante a gravidez; porém, sempre se preocupou com a ingestão suficiente de micronutrientes, principalmente o cálcio, e não deixa de tomar o polivitamínico diariamente.

Bom, agora que vocês conhecem um pouco mais a Ingrid, vamos para as dicas valiosas que ela preparou pra vocês. Papel e caneta na mão!

DICAS

– As proteínas consumidas devem ser de fácil digestão, e quanto às gorduras, deve-se preferir as ricas em ácidos graxos insaturados e limitar a ingestão de carnes gordurosas, banha, bacon, pele de frango, embutidos e manteiga.

-Em relação aos carboidratos, geralmente a gestante tem melhor tolerância, principalmente durante o primeiro trimestre, quando ela poderá sofrer náuseas. Mas cuidado com a quantidade excessiva e o tipo de carboidrato consumido: prefira sempre os integrais, para evitar o desenvolvimento da diabetes  gestacional.

-A mesma preocupação deve ser dada ao sódio, para que não haja o desenvolvimento de pré-eclâmpsia. Procure utilizar mais temperos naturais, como o alho e a cebola, vete o uso de temperos prontos, use o mínimo de sal possível no cozimento e retire o saleiro da mesa.

-Todos os alimentos fontes de vitaminas devem ser consumidos adequadamente, a fim de preencher as necessidades nutricionais da gestante e do feto, porém as recomendações para algumas estão aumentadas: A, D, K, C .

-O ácido fólico deve ser suplementado 3 meses antes de se começar a tentar engravidar, até o terceiro mês de gestação, para prevenir a anemia megaloblástica e defeitos no tubo neural no feto. Por isso, a importância do planejamento da gravidez.

– A demanda de ferro durante a gestação é maior devido à formação extra de sangue, tornando a anemia uma das complicações mais frequentes na gravidez. Para isso, consuma mais vísceras, vegetais folhosos e verde-escuros, feijões, carnes magras.

-Alimentos ricos em cálcio, como o leite e seus derivados, não podem faltar para propiciar a formação óssea e dentária do feto.

-Há um aumento da atividade da tireóide na gestante, causando um aumento da necessidade de iodo. Sua falta pode comprometer o crescimento fetal, produzir natimortos, abortos espontâneos ou anormalidades congênitas.

-O consumo de água também deve ser aumentado, tanto pela maior quantidade de sangue circulando quanto para prevenir a constipação intestinal, comum nesse período.

-A cafeína deve ser reduzida a menos de 200mg/dia, o equivalente a 2 xícaras de café, pois ela é depletora de cálcio e estimulante, o que não é bom para a mãe nem para o feto.

-Não consumir bebidas alcóolicas, pois o álcool interrompe a distribuição de oxigênio no cordão umbilical, podendo causar lesão cerebral irreversível, retardo de crescimento e mental, anormalidades faciais e de visão, e mais de 40 problemas de saúde.

Vamos ver na prática? Exemplo de cardápio:

Desjejum:

Café com leite

Pão integral

Queijo minas

Mamão

Lanche manhã:

Salada de frutas

Almoço:

Salada alface , tomate e beterraba

Arroz integral

Feijão

Salmão ao molho de maracujá

Kiwi

Lanche tarde:

Torrada integral

Cottage

Jantar:

Salada de rúcula, repolho roxo e cenoura

Macarrão integral com molho de tomate fresco

Ervilha

Filé de frango grelhado

Ceia:

Iogurte batido com morango

Lembrando que esse é só um exemplo de cardápio saudável, mas o ideal é procurar auxílio para orientações individualizadas, já que cada pessoa possui um organismo e metabolismo diferentes!!!

Meninas, espero que vocês aproveitem todas essas dicas. E caso queiram conversar com a Ingrid, aqui estão os contatos:

Consultório:

Av. Conselheiro Nébias 754 cj. 1722 – Bloco A | Boqueirão | Santos | CEP: 11045-002

(13) 9 9772-9492

ingrid.prior@gmail.com

Beijos, e até a próxima!

Patrícia Camargo
Por Patrícia Camargo Sou formada em Rádio e TV, pós graduada em Marketing, bailarina aposentada e agora a frente da Cantinho Favorito, aliando moda e conforto para as gestante de Santos e região!
• Compartilhe! •

• Leia Também •

• Deixe um Comentário •

Posts mais visualizados

Nenhum post corresponde aos seus critérios de pesquisa.

Instagram

Pinterest

Receba os posts por email